Por que gostamos de histórias?

Atualizado: 8 de set.

O por que nos fascinam? Nos fazem rir. Chorar. Nos animam ou nos fazem pensar, refletir...



O que você diria?

Passei um tempo pensando sobre isso. Eu diria ...Verdades Humanas. Essa é minha resposta. O que eu sei é que pessoas gostam de pessoas - a maioria delas pelo menos. Por mais que existam dragões e fadas ou até ciborgues exterminadores em um futuro apocalíptico, as semelhanças e dilemas de personagens de mundos fantásticos com a vida cotidiana é o que me atrai. Por exemplo, quando Harry Potter é desprezado pelos tios, ou quando Katniss Everdeen se sacrifica pela irmã em Jogos Vorazes, ou até quando Bella Swan é abandonada por seu amor em Lua Nova. Quando um Hobbit parece pequeno demais para a missão grandiosa de salvar a Terra Média em O Senhor dos Anéis. Quantas vezes, em alguma dessas ou em outras histórias, você se viu ali... Eu me vi ali.

Histórias.

Verdades Humanas.

Eu acredito que histórias podem transformar vidas. Por isso são tão apaixonantes. E os dilemas dos personagens que tanto amamos por vezes se confundem de maneira semelhante com nossos dilemas diários.


O próximo trecho escrevi no início da pandemia em 2020.

"Nesse momento sinto a pequenez de um Hobbit com a missão árdua de enfrentar algo muito maior que eu. O isolamento, a pandemia, a situação difícil em todos os sentidos. Em tempos estranhos como estes, em que a pandemia nos obriga a ficar à sós com nossos pensamentos, as histórias são a maneira segura de ir para longe. Para Erebor, para Westeros, para a Inglaterra do século 19, para Paris...para a União, para o Distrito 12 em Panem...

Podemos ir onde quisermos."

Hoje, em 2022, ainda concordo comigo rs. E em especial com a magia dos livros onde a maioria destas grandes histórias habitam. E mais especiais ainda, para mim, os livros de fantasia. Agora ansiosa por retornar à Terra Média, em "Os anéis de poder" acompanhada da elfa Galadriel, ainda longe de ser a sábia e etérea Senhora de Lórien, esta é jovem, teimosa e persistente, e até... obcecada. O que é ótimo, imagine uma personagem perfeita... quem gostaria de acompanhá-la ser perfeita em tudo? Eu é que não! Que história haveria? Se tem uma coisa que aprendi escrevendo é que criar personagens, passa muito pelo viés humano, por mais que eles não sejam humanos... isso nos aproxima deles, cria empatia e faz com que eu torça por eles a cada dificuldade ou adversidade. Verdades humanas.



Até mais

Anna Grego

#osenhordosanéis #osaneisdepoder #livros #osmelhoreslivrosdefantasia #jogosvorazes #hobbit

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo